INSPIRAÇÃO: Trabalhe com o que você gosta e tem talento para fazer

(Por: Nurit Masijah Gil)

Sabe quando da vontade de mudar as regras do jogo, virar a mesa, mas falta coragem? Conheça hoje a história da Shirley Hilgert, criadora e editora do blog Macetes de Mãe, que respirou fundo, tomou a iniciativa, deu o pontapé inicial e depois, percebendo que o caminho ia dar exatamente onde ela sonhou, não parou mais de desbravar. E escrever. E inspirar.

Macetes

Shirley com Léo e Caê (Crédito: Viridiana Brandão)

Depois de alguns anos vivendo em São Paulo, a gaúcha Shirley, formada em publicidade, relações públicas e especializada em Eventos e Marketing, estava infeliz profissionalmente como gerente de marketing em uma empresa de TI. Foi quando fez um curso de autoconhecimento e saiu de lá determinada a trabalhar com algo que amasse, utilizando seu trabalho para ajudar as pessoas. Só não sabia exatamente como fazer isso.

Mesmo assim, respirou fundo e pediu demissão para dedicar-se a procurar outro emprego. Até que, enquanto cumpria o aviso prévio, descobriu estar grávida. Teve a oportunidade de permanecer na empresa, mas preferiu manter sua decisão e aproveitar ao máximo a gestação. Nos primeiros meses, fez trabalhos manuais, ocupou o tempo, até que começou a sentir falta de produzir.
Como já mantinha um blog sobre leitura, ouvia de muita gente que deveria criar outro, sobre maternidade. Só que ela, sem nunca ter trocado uma fralda na vida, achava que não era seu caminho. Até que começou a ler, aprender e ter vontade de compartilhar as descobertas deste universo com outras mães de primeira viagem.
E assim surgiu, no sétimo mês de gravidez do Leonardo, o Macetes de Mãe, um dos mais influenciadores blogs sobre maternidade do Brasil, com 360 mil seguidores no facebook, 60 mil no Instagram, 126 mil no Pintest e 2,8 milhões de pageviews ao mês.

MUITAS MULHERES, APÓS A MATERNIDADE, PASSAM A TER VONTADE DE EMPREENDER NESTE UNIVERSO. AO CRIAR O BLOG, VOCÊ TINHA IDÉIA DE QUE ELE SE TRANSFORMARIA NUM NEGÓCIO OU IMAGINAVA QUE SERIA APENAS UMA ATIVIDADE PARALELA?

Jamais pensei que o blog fosse se tornar um negócio, não mesmo. Ele não foi criado com esse propósito, mas acabou caminhando para isso. O MdM (Macetes de Mãe) nasceu porque sentia vontade de compartilhar o que estava descobrindo com a maternidade e para mim, como comunicadora, sempre foi fácil encontrar conteúdo para mantê-lo atualizado. Claro que depois que o Leo chegou, o MdM ficou mais rico e variado, pois além das dicas práticas, entraram os desabafos, os textos mais intimistas e um tanto de assuntos que eu jamais me imaginei tratando publicamente.

Com o tempo, o blog foi crescendo, com grande número de visitas e redes sociais tornando-se fortes. Quando vi, tinha uma marca conhecida no universo materno e logo soube que não poderia desconsiderar. Assim, quando meu filho estava com quase um ano, conversei com meu marido e pedi para ele continuar segurando as pontas, assumindo os custos da casa, pois eu tinha a oportunidade de transformar o hobby em meu grande sonho: empreender, comunicar e tentar ajudar pessoas que estavam vivendo neste mesmo universo. Ele, sabendo do prazer que eu tinha em fazer o MdM, topou na hora. Me lancei na aventura de viver de blog, o que, para minha sorte, tem dado certo.

QUAL VOCÊ ACREDITA SER O DIFERENCIAL PARA DESTACAR-SE NUM UNIVERSO TÃO AMPLO?

Eu acho que a chave do sucesso é uma mistura de vários detalhes, mas um deles, considero a mais importante: fazer algo porque você ama e não esperando retorno financeiro. Quando você faz por amor acaba se dedicando mais, o resultado torna-se diferenciado e as pessoas percebem. Vale para qualquer negócio, mas no caso de um blog, isso é perceptível para leitoras e anunciantes, que vêem um trabalho de qualidade. É então que ele cresce e aparece.
Fora isso, considero importante estar sempre ligada na sua intuição, seu feeling e usar isso como fonte inspiradora para novidades e melhorias em seu negócio. E claro, ouvir e dar atenção aos leitores, afinal sem eles, o seu negócio não existe. De nada adianta você se dedicar horrores para fazer pesquisas e produzir bons textos se você não responde o contato de uma leitora, não tira a dúvida dela, não tenta entregar aquilo que os leitores querem. São eles que fazem um blog e sem dar a devida atenção, ele deixa, pouco a pouco, de existir.

E EFETIVAMENTE, TRABALHAR EM HOME OFFICE TE POSSIBILITA CONCILIAR TODOS OS SEUS PAPÉIS? COMO ESTÁ SUA ROTINA AGORA, COM DOIS FILHOS PEQUENOS?

Acho que trabalhar home office faz uma diferença danada na vida de uma mãe. Ajuda mesmo! Claro que nem tudo é perfeito, que a correria segue sendo insana, mas você tem mais liberdade para fazer seus horários. Se for necessário, você trabalha à noite para poder cuidar do filho que está doente de dia, ou deixa seu trabalho para outra hora para pegar o filho na escola e fazer um passeio gostoso com ele. Essa liberdade não tem dinheiro que pague e ela propicia uma maior equilíbrio na balança maternidade x profissão. Mas é claro que ela também tem seu custo, pois a gente acaba trabalhando muito mais, já que quase nunca desliga.
Com dois filhos, as coisas complicam mais, mas ainda é possível conciliar. Eu, por exemplo, não tirei licença maternidade na chegada do Caê, meu segundo filho, até porque esse período de recém nascido é uma fase muito rica e que me deixa cheia de inspiração. Conto com uma ajuda de uma pessoa na parte da tarde, consigo trabalhar e ficar com ele ao mesmo tempo. Ou quando estou sozinha, sem ajuda, aproveito os benefícios do wrapsling para deixa-lo dormindo juntinho a mim enquanto trabalho no blog (coisa que faço quase todas as manhãs).
Como o Leo vai para a escola e só o Caê está em casa durante o dia, não é tão complicado maternar e trabalhar, mas é desgastante, pois como eu disse, aquela fase de dedicação total à criança, que é o que a licença maternidade nos proporciona, com o Caê eu não tive. Mas também não reclamo. Essa foi uma escolha minha e sinto prazer em fazer o blog enquanto cuido dos meus pequenos.

VOCÊ TEM ALGUMA BLOGUEIRA PERSONAGEM QUE SEJA UMA REFERÊNCIA PROFISSIONAL?

Sinceramente, não. Tem algumas blogueiras que eu curto, leio, acompanho, gosto do estilo que escrevem, da seriedade do blog, do conteúdo que é compartilhdo. Mas não há uma única que se destaque, que seja uma fonte de inspiração. Há várias que eu gosto de acompanhar como gostaria inclusive se não tivesse o meu próprio blog, simplesmente como mãe e leitora.

ESTA COLUNA DO BLOG FALA ESPECIALMENTE SOBRE PESSOAS QUE TIVERAM CORAGEM DE VIRAR A MESA E IR ATRÁS DE SEUS SONHOS. QUE CONSELHO VOCÊ DARIA PARA QUEM QUER RECOMEÇAR E TRABALHAR COM O QUE AMA?

Essa é uma pergunta difícil. Para mim, o que funcionou foi começar pequeno. Muitas vezes, a gente não arrisca porque vê muita coisa envolvida, muita coisa a se perder: é o emprego que tem que abandonar, o investimento que tem que fazer e por aí afora. Mas se você começar algo em paralelo, por exemplo, sem abandonar seu emprego (eu abandonei porque queria procurar um novo emprego, antes de saber que estava grávida e não para criar o blog), sem um investimento inicial grande, acho que as chances de você dar o primeiro passo são maiores, pois você tem menos a perder.
Um exemplo do que quero dizer é o seguinte: Vamos dizer que você é advogada, trabalha num escritório mas sonha em largar tudo e fazer decoração de festa infantil. Você pode fazer festas de conhecidos por prazer no início e quando menos esperar, com o tempo, ver seu trabalho reconhecido e até procurado por outras pessoas. Afinal, tudo que é feito com amor, quando você realmente saber fazer, brilha por si só e acaba conseguindo se destacar. E então, ir trabalhando essa “nova profissão” em paralelo até que ela atinja um ponto que te dê segurança de largar o outro emprego.
Não sei se esse é o conselho ideal, se não seria melhor dizer largue tudo e mergulhe de cabeça, mas para mim funcionou começar aos poucos, sem pretensão de fazer do blog um negócio, até que ele cresceu por si só, conquistou seguidores e virou um negócio “sozinho”.
Ah, e outra dica aqui é sempre trabalhar com o que você sabe fazer. Com o que gosta e tem talento para fazer. Pois aí tudo se torna mais fácil e o resultado também tende a ser muito, mas muito melhor.

Anúncios

2 thoughts on “INSPIRAÇÃO: Trabalhe com o que você gosta e tem talento para fazer

  1. Paula Farias diz:

    Olá ! Acima de tudo te admiro como ser humano, me sinto íntima sem ao menos te conhecer, pois quando você escreve parece que está falando diretamente comigo rsrs. Felicidades sempre…

    Beijos

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s