INSPIRAÇÃO: Seja marginal, seja herói

(Por: Nurit Masijah Gil)

O plano estava pronto: cursar medicina, encontrar um bom emprego e caminhar sempre em linha reta, como havia sido condicionada.
Até que, ao invés de prestar vestibular, Gabriela Malafaia arrumou as malas e foi viver um período na Austrália e Nova Zelandia. Ela sabia que havia algo por descobrir. E entendeu, ao apaixonar-se por artes e pela filosofia da yoga, que precisava mudar seu rumo.

Voltou direto para a Faculdade de Artes Visuais na UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) disposta a respeitar sua vocação e em 2011, seguiu com uma bolsa de estudos para a Universidade de Lisboa. Foi quando tudo começou a fazer sentido. Lá, a experiência na arte era completa com a união entre a Faculdade de Belas Artes e a de Educação. Ao experimentar in loco diversas metodologias de ensino – no país que é berço da Escola da Ponte – entendeu que a paixão pela escultura lhe abrira as portas para o amor pela educação.
E a menina que havia sido expulsa de um dos mais tradicionais colégios de Porto Alegre – apesar de boa aluna e líder de turma – por “não conseguir controlar seus impulsos”, percebeu que tinha era a alma livre. E que respeitar os impulsos de cada pessoa, fazendo-a despertar seus potenciais, deveria ser papel essencial da arte de educar.

Fonte: Arquivo pessoal

Fonte: Arquivo pessoal

Disposta a quebrar paradigmas, Gabriela voltou e procurou emprego na Perestroika , a incrível escola de atividades criativas. Lá, foi uma das idealizadoras do curso NOVA, de tendências de educação e adquiriu know-how em provocar nos profissionais de educação indagações que precisam ser discutidas e a construir novas formas de pensar o ensino.

Hoje, Gabriela trabalha no Colégio Farroupilha, em Porto Alegre, onde foi contratada como a artista que respira educação. Lá, responsável pela área extracurricular, criou uma agenda para propiciar novas experiências aos alunos do colégio em três pilares vida, criatividade e bem-estar. Mas seu projeto mais inspirador é o ‘Professores Inquietos‘ – desenvolvido junto á Tiago Schmitz – escola com cursos criativos para professores, como o Inteligência Coletiva, que reuniu 250 profissionais em 2014. “Inquietação é liberdade questionando os modelos existentes para que novos surjam. É acreditar que existe mais de um caminho. É movimento, criatividade, imaginação, transformação.”

Para entender os anseios dos educadores, eles realizam pesquisas com as quais embasam os cursos. “Existe, claro, certa resistência e, ao mexer na zona de conforto dos profissionais, usamos criatividade e um viés de sensibilidade para fazê-los perceber que apenas mudamos o mundo quando mudamos a nós mesmos”.

Fonte: arquivo pessoal

Fonte: arquivo pessoal

Ela cita como exemplo um dos cursos, em que organizou uma tarde para que todos velejassem em equipe. Ao chegarem no local, cada aluno recebeu as instruções que deveriam ler e em seguida, partir para a empreitada. “Uma aluna não conseguia de jeito nenhum executar a função que lhe havia sido determinada e escutava do skyper que deveria ler novamente as instruções. Ao final, compartilhou conosco que nunca mais diria para um aluno que lhe procurasse por não entender a matéria para ler novamente o capítulo, pois isso é apenas frustrante. Quando não se entende, é necessária uma nova forma de compartilhar a informação”.

Gabriela protagonizou uma microrevolucao na educação e entendeu em profundidade a frase de Hélio Oitica, que hoje embasa sua trajetória: “Seja marginal, seja herói”.

Mas sua alma é de artista, que precisa criar. E agora é hora de mudar de rumo, revolucionar em uma nova história que lhe aguarda à beira mar, em Santa Catarina. Seja heroína, Gabriela.

(Fonte: Arquivo pessoal)

(Fonte: Arquivo pessoal)

Anúncios

One thought on “INSPIRAÇÃO: Seja marginal, seja herói

  1. Noemy Gras de Almeida diz:

    Gabriela, Parabéns pela investida em Educação. Tua capacidade tua coragem demonstrou que és capas na quilo que acreditas. Vá em frente sempre. Educar é formar cidadãos. Beijos de tua tia que se orgulha de ti e que tbém foi uma educadora na profissão.

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s