CRÔNICA: É preciso sofrer por amor como se não houvesse amanhã

Vira Lucio pela primeira vez quando tinha quinze anos. Morreu e renasceu com poucos instantes de diferença. Ele era maior de idade, moreno, popular e cantava Legião Urbana dedilhando o violão. Ele a olhou, mas não a viu. Ela corou, ele não reparou. Ela berrou “É preciso amaaar as pessoas como se não houvesse amanhaaaa”, ele não ouviu.
E passou o resto dos dias de colegial tentando conquistá-lo. Virou loira, morena, branca, bronzeada, surfista, intelectual. Nada.
Saia correndo após o final da aula para esperá-lo na esquina. Ele passava sem nem olhar para o lado, mas ela ganhava o dia sentindo seu perfume de rebeldia.
O resto da tarde ela ocupava sonhando com sua voz doce cantando MPB e fazendo cafuné em suas madeixas já secas de tão tingidas para atraí-lo. Sofria feliz.
Ele passou no vestibular e saiu do colégio. Ela seguiu caminhando e cantando e seguindo a canção do seu amor platônico.
Aos vinte e dois, já formada em desenho industrial e recém egressa de um relacionamento, entrou numa agência de viagens disposta a presentear-se com uma semana paradisíaca ao embalo de Margaritas.
– Pois não?
– Oi, gostaria de fazer uma viagem…
– Claro, sente-se aqui.
– Pensei no México, porque…
– Eu te conheço de algum lugar.
– Eu?
– Tenho certeza!
E ela, olhando aquele cara suado com camiseta do Nirvana, cabelo desgrenhado e aspecto geral de quem nunca conseguiu sair da adolescência, preferia definitivamente nunca descobrir.
– Olha, não me lembro…
– Calma, eu vou lembrar!
E Lucio, como informava seu crachá, cantarolou Legião.
– Mesmo amando como se não houvesse amanhã, o dia seguinte chegou implacável.
– Que?
– Nada não.
Amanda pensou seriamente em reaver seu amor perdido da adolescência. Em três minutos ele estaria caído por ela. Poderiam ser felizes por uma tarde inteira, alguns meses ou quem sabe, para todo sempre. Quanto tempo ela havia sonhado com este momento. Ela e Lucio. Lucio que cantava Legião, Lucio popular, Lucio sedutor. Lucio que usando boné virado, poderia arruinar com toda a magia do seu passado sofrendo de amor.
– Desculpe, tem como vermos bem rápido? Estou atrasada. E de toda forma, o futuro não é mais como era antigamente.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s