ACONTECEU COMIGO: Você também? Muito prazer

Sou ex-fumante. Tenho uma tendência a vícios e por isso, sempre pensei onze vezes antes de experimentar qualquer novidade.

Claro que neste mundo politicamente correto em que vivemos, ganhei um novo rótulo apenas com estas duas linhas, fala a verdade. Viciada, né? Pois bem, como queira.

Dei a primeira tragada aos quinze anos e, contrariando a teoria de que levamos um tempo para gostar, amei. Amor à primeira tragada. Fumei por sete anos e até hoje, nos momentos de maior stress, trago o ar, para espairecer. Maconha experimentei aos dezessete. Este não gostei de imediato, mas no meio publicitário ou você gosta ou vai acabar gostando ou fica, no mínimo, com a larica. Aproveitei por anos e parei simplesmente porque cansei. Ou porque troquei de amor, apaixonada pelo etílico. Uma taça de vinho toda noite e muito prazer, Nurit. Julguem-me. A não ser que seja daqueles que não dormem sem um coquetel farmacêutico. Rivotril sublingual é a Maria Joana sem o benefício do ataque de risos. Nunca experimentei.

Café, não começo o dia sem ele. Aliás, não passo um período sem umas duas xícaras. Chocolate branco é o único remédio para minha TPM. Cheiro de mato, num chalé perdido no meio da montanha, meu paraíso. Ler crônicas, surto consumista. Pessoas com uma história para contar, muito prazer. Perguntas inusitadas para meus filhos “o que é medo?”, quase uma compulsão. Tenho vícios. E são diversos.

No meio mais competitivo da órbita terrestre – não se engane, o materno – há uma disputa acirrada por quem é mais incrível. Quem estimula mais, quem protege de todos os males do mundo, quem dá asas. Quem tem uma rotina mais ordenada, quem dá os limites certos e os melhores exemplos. Um universo de julgamentos que, na disputa por uma nota dez, tira a vida alheia a limpo. Uma chatice completa. Gosta de mim? Pois saiba que eu como glúten.

Convivem em harmonia com as mulheres angelicais de esmalte nude e que falam sobre fofurices, outras. Responsáveis sim e portanto, qual o problema de assumir que existem mais vontades, gritos contidos, que não somos seres programados para a perfeição?

Eu amo vinho. Às vezes prefiro ficar absolutamente sozinha. Conto histórias de princesas. Cozinho, brinco, cuido. Gostaria de fazer uma tatuagem tribal imensa nas minhas costas. Dou colo. Sou a favor da legalização da maconha. O melhor momento de todos os meus dias é buscar meus filhos na escola. Fiz duas cesáreas. Gostaria de ter mais tempo para mim. Amo. Canso. Educo. Insisto nos legumes. Meus filhos comem doce. Sou ex-fumante. E louca por minha família.

Você também? Muito prazer.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s